10 dicas em 10 fotos para programar sua viagem a Tailândia

October 16, 2017

Em março, fomos para a Tailândia, uma incrível viagem de 2 semanas cujo foco foi curtir as praias do Mar de Andaman, no sul do país. Pensei numa forma prática de passar as principais dicas que surgiram dessa minha experiência, e que podem fazer diferença positiva em uma viagem. Assim, vou apresentar 10 dicas em 10 fotos para sua viagem a Tailândia! Vamos lá?

 

1 – Fuja da estação chuvosa

Basicamente, a estação seca na Tailândia vai de dezembro a meados de abril. De dezembro a fevereiro, temos a alta estação, e consequentemente os maiores preços de hotéis e passeios. Março e abril são os melhores meses se você quer combinar preços mais acessíveis e clima bom. Julho a outubro é o auge da estação chuvosa, os preços caem bastante, mas em compensação as tempestades podem causar inundação e inclusive proibir a navegação entre as ilhas. Quer meu conselho? Você pode até pegar um clima bom, mas o risco de estragar suas férias é altíssimo, portanto, fuja da estação chuvosa!

 

Tempo perfeito em Chicken Island. Você viajou milhares de quilômetros para isso!

 

2 – Prepare-se para enfrentar o fuso-horário (jetlag)

Essa foi nossa primeira vez na Ásia, e sofremos bastante com os efeitos do fuso-horário (o famoso jetlag). Chegamos no hotel por volta de 10:30 da manhã, e aí fomos “tirar um cochilo”. Resultado, acordamos 7 da noite. Fomos, então, curtir a night, e voltamos umas 3 da manhã. Quem disse que conseguimos dormir? Passamos o resto da noite em claro. E pior, logo cedo estava programado a visita ao Gran Palace, que é bem desgastante. De fato, meu relógio biológico só se acostumou depois de quase 1 semana. Minhas dicas são: (1) Tente não dormir de dia, e se não conseguir, bote o despertador para no máximo 1 ou 2 horas depois. (2) Não programe um passeio “pesado” para os primeiros dias.

 

No Gran Palace, o sorriso disfarçava o cansaço e a dor de cabeça, efeitos do jetlag.

 

3 – Em Bangkok, hospede-se em um Hotel com Rooftop Bar

Em uma viagem para a Tailândia, muito provavelmente você vai desembarcar em Bangkok, a capital, e passar uns dias antes de ir para a as praias. Uma das grandes atrações de Bangkok são os “Rooftop Bars”, bares nos andares mais altos de prédios do tipo “arranha-céu”, como o Sirocco, que fica no hotel Lebua, e que ganhou fama com o filme “Se beber não case 2”. Minha dica é: hospede-se pelo menos 1 noite em um desses hotéis e amplie sua experiência! Nos hospedamos no Baiyoke Sky Hotel, pagando um diária bem em conta, e adoramos! Assim, aproveitamos não somente o bar e o skyline noturno, mas o café da manhã, que é servido no 76º andar!!!

 

O iluminado skiline noturno de Bangkok, visto do Baiyoke Sky Hotel.

 

4 – Krabi, a base ideal para as praias do Mar de Andaman

Muito provavelmente um dos seus objetivos em uma viagem para a Tailândia é conhecer as praias e ilhas do Mar de Andaman. Basicamente, você pode voar de Bangkok para Phuket ou Krabi, e lá montar base para os passeios e para chegar até Phi Phi Island, onde está Maya Bay. Escolha Krabi, sem medo de ser feliz. Phuket é a maior ilha da Tailândia, e isso traz os problemas de uma cidade grande. Além disso, em Krabi você está pertinho de grandes atrações como Poda Island e Hong Island. E em Krabi, se couber no orçamento, não hesite em se hospedar em Railay Beach, a melhor praia de Krabi, e que fica bem ao lado de Phra Nang Cave Beach, outra praia imperdível!

 

Poda Island, uma das atrações da região de Krabi

 

5 – Dê uma chance a Phuket!

Se você já está pensando que essa dica é uma contradição, calma, posso explicar!!! Caso você tenha poucos dias para aproveitar as praias do sul da Tailândia, escolha Krabi como base, sem pestanejar. Mas se tiver mais dias, não deixe de conhecer Phuket. Li em muitos blogs comentários como “Phuket não é bacana”, tipo Glória Pires falando sobre o Oscar, e sou obrigado a discordar. Muitos desses comentários se baseiam na Bangla Road, uma rua que a noite é fechada para trânsito de carros, e que tem de tudo, inclusive shows com apelo sexual. Mas ao mesmo tempo, essa rua tem atrações para crianças, e você vê famílias inteiras se divertindo. Muitos viajantes conhecem apenas a famosa Khao San Road, em Bangkok, mas eu lhe garanto, a Bangla Road é uma atração muito superior. Além disso, além da praia principal, Patong Beach, Phuket tem dezenas de praias mais afastadas para curtir com calma, com um por do sol de arrepiar.

 

Curtindo um som ao vivo na Bangla Road, em Phuket

 

6 – Se hospede pelo menos 2 noites em Phi Phi Island

Certamente o highlight de uma viagem às praias da Tailândia é conhecer a famosa Maya Bay, que após o filme “A Praia”, se tornou a praia uma das praias mais cobiçadas de todo o planeta. Pois bem, todos os dias centenas de barcos atracam em Maya Bay, grande parte deles vem de Krabi ou Phuket, e pela distância só chegam por volta de 10, 11 horas da manhã, quando a pequena faixa de praia da ilha fica repleta de turistas. Se hospedando em Phi Phi Islands, você terá a chance de visitar a praia cedo ou a tardinha, quando ela está com poucos turistas. Além disso, Phi Phi tem atrações imperdíveis como Monkey Beach e Long Beach, que já valem a viagem.

 

A esplêndida Maya Bay

 

7 – Que tal nadar com tubarões?

Em Phi Phi Islands, na praia de Long Beach, há um recife onde tubarões blacktip (galha preta) marcam território, chamado “Shark Point”. A presença é tão certa que há empresas que prometem devolver o dinheiro caso eles não apareçam. Fomos com a “The Adventure Club” e não foi necessário acionar essa cláusula, pelo contrário! Encontramos dezenas de tubarões, que passavam ao nosso lado!!! Confesso que no começo você fica meio apreensivo, mas logo relaxamos e curtimos demais a aventura. Mas, atenção! O recife fica a mais de 100 metros da praia, o tráfego de barcos é intenso. Para sua segurança, faça o passeio com uma empresa ou com um barqueiro, jamais pense em nadar até o recife, pois pode ser fatal, não pelos tubarões, mas por um possível acidente com os barcos.

 

Um dos muitos tubarões que encontramos no Shark Point

 

8 – Chegue cedo nas praias

Quem não gosta de nas férias acordar mais tarde, tomar aquele café da manhã, tranquilão, e depois pegar uma praia? Perfeito, não? Mas a Tailândia tem algumas das praias mais desejadas do mundo, e fazendo isso, você irá pegar as praias repletas de turistas, o que pra mim, sinceramente, estraga boa parte da “vibe”. Por isso, faça um esforço. Acorde cedo e sai para o passeio no máximo as 7 da manhã. Assim, você terá a chance de curtir as praias bem vazias por algumas horas, em momentos que irá guardar para toda a vida. Em Monkey Beach (Phi Phi Islands), chegamos 7:30 da manhã e passamos uns bons momentos com a praia deserta!

 

Se divertindo feito uma criança com Monkey Beach exclusiva para nós

 

9 – Faça os passeios privados de long tail

Long Tail (cauda longa), são os barcos símbolo da Tailândia. Se você estiver de dupla, um passeio privado já será quase o preço de um passeio coletivo. Os passeios coletivos são práticos, incluem o almoço e podem parecer uma excelente pedida, mas não são! A comida não é boa, os passeios saem tarde e as ilhas já estão lotadas. Alugando um long tail (geralmente 3 ou 6 horas) você pode sair cedo e passar quanto tempo quiser na sua ilha preferida. Eu fiz as 2 opções, e a diferença é da água pro vinho!

 

“Nosso” long tail desbravando Phi Phi Island

 

10 – Reserve um dia para conhecer Hong Island

Maya Bay, que ficou mundialmente conhecida como “A Praia”, depois do filme homônimo com Leonardo DiCaprio, faz juz ao seu nome, e você encontrará fotos e dicas em milhares de blogs. Mas quero chamar a atenção para outra praia, que fica em Hong Island. É uma praia lindíssima, em forma de ferradura, ou seja, totalmente protegida de ondas, e aqui, não há o trânsito de barcos. É uma das praias mais bonitas que já vi na vida, e ela ainda vem com um bônus. Hong Lagoon. Uma lagoa perfeitamente protegida pelas encostas, cuja entrada é por um canyon de fazer o queixo cair. Ideal para fazer um passeio de caiaque. Reserve um long tail de 6 horas. Curta toda a maravilha que é Hong Island, e na volta dê uma passada em Paradise Island.

 

fonte: TRILHAS E AVENTURAS

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ilha da Madeira: piscinas naturais, museu do CR7 e outras atrações turísticas

December 18, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

December 14, 2018

Please reload

Arquivo